nest, 1999

vídeo instalação de Henna Asikainen e Silvana Macêdo

 

Esta obra consiste em duas vídeo projeções separadas e justapostas em uma sala escura. As imagens usadas nos vídeos foram retiradas e (re-editadas com autorização) de um documentário de vida selvagem intitulado ‘As Dez Serpentes mais Venenosas do Mundo’, produzido por Partridge Films Ltd. Um dos vídeos mostra o nascimento de serpentes, rompendo a casca dos ovos lentamente. A transferência das imagens do contexto construído pelo documentário de vida selvagem para o espaço da galeria de arte, transforma seu conteúdo ou modo pelo qual elas podem ser interpretadas. A bolha de vidro através da qual um dos vídeos é visto, nos remete à magicalidade do olhar curioso infantil através de lentes de aumento, mas também refere-se ao olhar científico. No discurso científico, a natureza é avaliada e classificada através da aplicação de tecnologia e de métodos científicos, que estão longe de serem objetivos ou neutros, mas muito pelo contrário, muitas vezes demonstram apenas o que esperamos e precisamos encontrar. Um segundo vídeo é projetado no canto da sala, na parede perto do chão e apresenta a imagem estática de um ninho - pilha de ovos, por aproximadamente 4 minutos. Os vídeos são sincronizados, e quando as imagens projetadas na semi-esfera de vidro completam o ciclo, aparece a imagem de serpentes no ninho, que dura apenas alguns segundos.